terça-feira, janeiro 17, 2006

Uma caminhada contemplativa

Gostei de ler a apreciação que Ricardo Gross faz no seu blogue “babugem” ao artista japonês Jirô Taniguchi. Taniguchi é na actualidade um dos mais importantes autores de manga (banda-desenhada japonesa). Com uma vasta obra publicada, e múltiplos prémios (alguns deles no Festival de Angoulême) Taniguchi elabora uma manga de contornos mais eruditos, dirigida a um segmento de público mais adulto e versado.
Ricardo Gross faz alusão a uma das suas obras mais conhecidas e admiráveis “O Homem que Caminha” (Kami no Sanrei) publicada em 1992, e que a revista Sábado na sua louvável colecção “Clássicos da BD” seleccionou esta semana para o seu 19º volume.

Recordo aqui o que Ricardo Gross escreveu sobre este artista: “Jiro Taniguchi é uma espécie de Yasujiro Ozu da banda-desenhada. Os seus livros são obras-primas de humanismo, serenidade, contemplação e, como pela imagem escolhida se comprova, detalhe também. (…) Chamar-lhe obrigatório é dizer quase nada.”

E para complemento do seu texto aduzo a encantadora imagem que alude.


Recordo ainda que uma das inúmeras obras de Taniguchi é “Kamigami no Itadaki” que poderia ser traduzido em português para algo como o “Pináculo/Olimpo dos Deuses”, uma obra em cinco volumes que é uma adaptação para banda-desenhada do romance homónimo de Yumemakura Baku. Esta obra conta a aventura de um fotógrafo alpinista que tenta provar a veracidade da conquista do Evereste em 1924 na (trágica) expedição do americano George Mallory e do britânico Andrew Irvine. Saliente-se que esta obra (em concreto o tomo 2) conquistou o “Prémio do Desenho” em 2005 no Festival de Angoulême, e possui algumas influências da obra de Jean Giraud/Moebius.
O próximo Festival de Angoulême tem início marcado para já daqui a uma semana, a 26 de Janeiro.



Comments:
Excelente post!
Jirô Taniguchi é realmente um dos melhores na Bd Manga, tenho um album seu, não sei o quanto é conhecido aqui em Portugal..
beijo
 
Oi Flor!

Taniguchi é ainda pouco conhecido aqui em Portugal, mas nos últimos anos têm-se verificado um marcado crescimento da Manga em Portugal e o seu nome já surge com mais alguma frequência.
 
Magnifico post.



b.e.i.j.o.
 
Oi Fernando. Fantástica a forma - estilo - como preenche o espaço e destaca o personagem principal.
 
Postar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Blogarama - The Blogs Blogwise - blog directory
eXTReMe Tracker


View My Stats